Bonequinha antiga

Barbie Idosa

Eu precisava enviar um trabalho por e-mail com uma certa urgência, e na falta de internet, fui ao cyber mais próximo. Sentei na única cadeira disponível, porque todas as outras estavam ocupadas por adolescentes que jogavam algum jogo na rede, gritavam e pulavam de excitação. De repente, o computador que eu usava travou. Já estava indo chamar o rapaz da recepção para liberá-lo pra mim, quando o moleque sentado ao meu lado, fala: “É só clicar aqui, tia!”

É nesse exato instante que você percebe que está ficando velha: quando um adolescente que tem o dobro do seu tamanho te chama de tia! T-i-a… como assim, gente?

Aliás, abrindo um breve parêntese – adolescentes deveriam viver em isolamento até alcançarem a idade adulta. Eu sei que é uma forma egoísta e obscura de pensar, mas eu não tenho domínio sobre meus pensamentos e vontades. E eu sei também que eu já fui um deles um dia. Ninguém precisa me lembrar disso, até porque eu não me esqueceria, mesmo que me esforçasse muito! – Pronto, fecha parêntese.

Você desconfia que está ficando velha quando liga para seus amigos e os convida para ir a um café, de preferência dentro de uma livraria. Ou quando prefere sentar num bar a ir numa boate lotada, preferencialmente um bar com uma música não muito alta para conseguir conversar à vontade.

Percebe que está ficando ultrapassada quando começa a usar demais os termos “no meu tempo”, “naquela época”, “antigamente”…

E se o galã que já te arrancou suspiros na sua adolescência e te fez assistir o mesmo filme 198.214.678.334.154 vezes agora está envelhecido, significa que você está indo para o mesmo caminho, minha amiga!

Patrick Swayze

Se ele for Patrick Swayze, que te fez assistir Dirty Dancing 18 vezes (contadas a dedo!), morre aos 57 anos, e te deixa órfã, chorando sozinha, de boca aberta em frente à televisão depois de receber a notícia, pode ser mais grave ainda: além de velha, você está ficando dramática.

Quando você começa a ir a inúmeras festas de casamentos dos seus amigos ou quando eles começam a virar papais e mamães, e você ainda está longe de querer fazer qualquer uma das duas coisas, cuidado: você pode estar ficando para titia.

Quando você encontra aquela mini-saia no fundo do armário, perdida há anos, olha pra ela e pensa: “adoro essa saia, mas eu ficaria ridícula nela hoje em dia (até porque, provavelmente, ela nem caberia!).” Bingo! Esse é o tipo de senso crítico que se encaixa perfeitamente à mulher madura!

Pois é, a boneca aqui já não é mais a mesma… separou a mini-saia para a doação; ainda não se conformou com a morte do galã preferido;  já é “tia” de marmanjo; coleciona gírias antigas; não troca um café numa livraria por nenhuma “baladinha”, mas veja a Barbie, por exemplo, é antiga, mas nunca sai de moda, portanto, nem tudo está perdido… tia!

E é claro que eu não ia perder a oportunidade de rever com vocês (mais algumas vezes, só algumas…) uma das minhas cenas favoritas de Dirty Dancing, né? Ai, que delícia!

Roberta Simoni

Anúncios

9 comentários sobre “Bonequinha antiga

  1. pois é
    sabe que tenho um montão de sobrinhos?
    eles cairam de para-quedas no meu colo quando casei com o Ju, porque ele é o filho mais novo de 7 irmãos, o que significa que alguns sobrinhos são até mais velhos do que eu!
    então de repente tinha um monte de gente me chamando de tia.
    fazer o que, né? tive que me conformar!

    e vamos combinar, né?!
    tu e uma tia muito gata! 🙂

    beiJu

    Curtir

  2. Hahahahaha…o que me conforta é que somos tias do século XXI, antenadas, modernas e jovens!!!! Vamos combinar,as mulheres do século passado já eram tias aos 20…aos 30 já eram quase avós…Tias sim, mas com tudo em cimaaaaa….Bjuuuu…arrasou como sempre!

    Curtir

  3. Putz, e quando quem te chama de tia não é um adolescente qualquer da rua e sim o teu verdadeiro sobrinho e sobrinha, só que adultos? sim amiga, eu tenho q carregar esse fardo, ele tem 25 e ela 23, tá bom ou quer mais? a minha sorte é q aqui rola um respeito ultra mega plus power e eles só me chamaram assim até os 11 ou 12 de cada um, hj é só por apelido. menos mal né? rs

    mas ontem eu fui comprar material de construção e o cara da loja, visivelmente mais velho que eu só me chamava de Sra e teve a cara de pau de chamar a minha mãe de Tu.

    fala sério, esse mundo tá perdido.

    bjs

    Curtir

  4. Deixando o “tia” de lado (detalhes – não devemos nos apegar)…. um presente assistir ao vídeo….. ainda sinto calores kkkkkkk depois de mais de dezoito vezes….. uuuuui

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s