Às avessas

Eu faço tudo trocado. Funciono ao contrário.

Faxina de madrugada. Amor o dia todo. Janta no almoço. Camiseta do avesso. Cabelo molhado à noite. Chuva sem guarda-chuva. Sol sem protetor. Almoço na janta. Você no café da manhã. Leite gelado. Acordo cansada. Deito animada. Não durmo. Não como. Não amo. Calças amarrotadas. Janela escancarada na tempestade. Meias dobradas. Cortinas fechadas à tarde. Pares trocados. Amor na medida exata. Morro de amores. Falo alto. Fico muda. Perco a hora. Faço piada. Humor negro. Chego cedo. Saio tarde. Não vou. Choro à toa. Acho hilário. Não acho graça. Nem me comovo. Me apaixono de novo. Não paro. Não me movo. Falo a verdade. Não penteio o cabelo. Minto mal. Esqueço o celular. Levo o carregador. Calcinha velha no Reveillon. Beijo seu nariz. Não conto. Falo demais. Estaciono em local proibido. Franqueza na hora errada. Guardo o frasco vazio. Mastigo meus lábios. Pinto o oito. Dirijo acelerada. Quente com gelado. Esqueço o aniversário. Lembro do cheiro. Volto cedo. Não volto. Odeio Pollyanna. Adoro Macabéa. Coca-cola sem gás. Você suado. Chocolate depois da corrida. Bagunça em ordem. Cabeça desorganizada. Textura detestável. Sabor adorável. Risada na hora errada. Saudade pontual. Leitura no ônibus. Lembrança dos detalhes. Esqueço do todo. Não vou ao médico. Quase mato um. Salvo a vida de uma formiga. Ando nua. Falo calada. Calo o silêncio. Desafio o sono. Ando no telhado. Acho sua cabeça tão linda. Não levo o agasalho. Não esqueço a máquina fotográfica. Não queimo cartas. Rasgo verbos. O mundo inteiro acorda. A gente dorme. Cabeça dura. Coração mole. Calcinha listrada. Sutiã de bolhinha. Personagens reais. Pessoas inventadas. Licença Poética. Poesia sem rima. Verso sem prosa. Amor sem hora. Alma do avesso…

…Ah, esse meu jeito torto de me fazer tão certa!

Roberta Simoni