Admirador à Nova Moda

Procura-se Admirador à Moda Antiga!

Hoje fui surpreendia por um “e-mail anônimo” de um suposto “admirador secreto” que se intitula como Mr. Big. Lembrei da primeira carta de amor que recebi na vida que, por sinal, também foi anônima. Tenho guardada até hoje, sem saber ao certo quem foi o remetente que desenhou aquele coração com dois pombinhos se beijando (bicando?) e escreveu um “Eu te amo” tremido do outro lado da folha. Brega. Mas meigo. Eu tinha 10 anos, e aquela carta me deixou furiosa. Depois vieram outras que só não me aborreceram mais graças à sabedoria da minha mãe que, vendo minha aflição diante daquelas ingênuas demonstrações de amor, me chamou para uma conversa séria, de mulher para “mulher”.

É muito bom ser amada, filha, não há nenhum mal nisso. E, acredite, um dia você vai desejar que isso aconteça com toda a sua força.” E acrescentou, cuidadosamente: “você precisa começar a aceitar que os meninos te admirem ao invés de chutá-los quando eles te elogiam, tá bom?” Tá bom. Já tem alguns anos que eu parei de bater neles, mamãe. Você já pode ficar orgulhosa da sua caçula! Mas e nos tarados, mamãe, eu posso bater? Só de leve… posso? Deixa, deixa…

Segue o e-mail do misterioso Mr. Big, com minhas observações em vermelho. Divirtam-se. 😉

“Eu não tenho blog. Na verdade tenho, mas só pra escrever bobeiras e ninguém lê (por isso ninguém lê…). Leio pouquíssimos blogs, pra não dizer que não leio nenhum. Escrevo há algum tempo e, essa informação vai ser importante, adoro mulheres que escrevem. Mas, assim como todo homem, gosto mais de mulher gostosa. E foi assim que cheguei até você. (devo me sentir lisonjeada?) Um amigo me mostrou uma foto sua no Facebook (tempos modernos, sinto saudades das cartas com com pombinhos bregas, corações mal desenhados e grafia ruim). E antes que me pergunte (acredite, eu teria medo de perguntar), meu amigo é seu amigo, e vi através do Facebook dele.

Depois de olhar suas fotos por alguns minutos, vasculhei e encontrei mais fotos e um blog. Pelas fotos descobri que você é mais gostosa do que eu pensava (essa é a parte em que eu deveria me sentir ainda mais lisonjeada, é? ah, ok…). E pelo blog, puta que pariu (ops, o rapaz se empolgou!), pelo blog descobri que você é a mulher da minha vida (ooooooooi???). Sem exageros, floreios ou galanteios (Aham Cláudia, senta lá…), até porque criei este email só pra te mandar este texto, e você não sabe quem eu sou (certeza?).

Você escreve maravilhosamente bem, mas é mais que isso. Você escreve com a alma (é, tenho mesmo esse péssimo hábito). Sei que é meio gay falar isso (é homofóbico o menino?), mas mesmo sabendo que é ficção, eu imagino você escrevendo. Dá pra ler você, dá pra conhecer você intimamente pelos seus textos (vai nessa…). E, quando você está lá, dentro de você (no bom sentido), vem você e desfila toda sua sensualidade nos textos. Você quer matar a gente? (eu não tenho intenção de matar ninguém, moço, só escrevo o que é natural pra mim, o que, para outras pessoas, dependendo de quem lê e de como lê, pode soar como provocação erótica… não me culpe por pensamentos pecaminosos alheios!)

Para um homem normal, digo, que gosta de mulher, não dá pra não imaginar você seminua escrevendo (ahhh, dá sim… pergunta só pro meu pai, que é um dos meus principais leitores!). Imaginar você contra a luz, só de blusinha, matando a gente pouco a pouco (Beta, A Assassina de Leitores Indefesos). Até porque, foto gostosa + textos sensuais é algo que nenhum homem consegue dissociar (a verdade é que vocês homens precisam de muito pouco ou nada para associarem tudo com sexo). Descobri depois que você é fotógrafa. Juro que não consegui não sonhar com você um dia sequer depois disso. Nem umzinho. (a hora do pesadelo 1, 2, 3, …)

Mas, ao mesmo tempo, percebi uma coisa nos seus textos: você é, na maioria das vezes, uma pessoa melancólica. Mesmo sendo “ficção”, dá pra perceber isso (sim, sim… praticamente uma maníaca-depressiva, me ajuda?). Uma mulher lindíssima, gostosíssima, que escreve sensacionalmente bem, fotografa igualmente bem, e por que não é a pessoa mais feliz do mundo? (Óhhhh mundo cruel!) Por que você não tem o homem que você quiser? Por que? Que homem em sã consciência não ia querer estar com você em qualquer momento? Na cama, escrevendo, fotografando, andando pela rua, sei lá. Que homem não ia querer isso? (Por que os dinossauros foram extintos da Terra? Por que Eva mordeu a maldita maçã? Por que eu nasci brasileira e pobre? Por que? Por que? “Óh vida, óh céus, óh azar!”)

Bem, Beta (com o perdão da intimidade), é isso. Só mandei este e-mail porque te achei meio triste nos últimos textos e quis que você soubesse que aqui, onde quer que seja, tem um cara que daria um braço para ter você, exatamente assim como você é. Exatamente. (Óuuun… isso foi bonitinho, de verdade!) E é sério. Então, continue escrevendo, continue fotografando, continue sendo gostosa (aí você tá pedindo demais, ô Seu Admirador, essa é a parte mais difícil e é a que os homens mais esperam de nós…) e continue sendo você. Que eu vou continuar sendo seu maior admirador – e acredite, I mean it. Beijos e me desculpe a intromissão.

p.s.: A parte de que eu daria um braço por você não é licença poética, DE VERDADE. Um dia espero que você possa descobrir que isso é verdade.” (Eu espero que não, Seu Mr. Big, pelo-amor-de-deus! Se um dia eu descubro que alguém perdeu um braço por minha causa, me jogo da ponte Rio-Niterói, e nós não queremos isso, certo? Então, agradeço por me oferecer seu braço, acredito na utilidade dele, mas acho que ele terá maior funcionalidade continuando exatamente onde está, ok?)

…Eis que eu me pego melancólica – como bem definiu o Seu Mr. Big – e nostálgica, sentindo saudades dos meninos de 12 anos que me mandavam cartinhas bregas de amor, me davam frascos de perfumes pela metade de presente (provavelmente roubados da mãe), bichinhos de pelúcia feiosos, que pegavam naquelas maquinas de jogos, como troféus dedicados à namoradinha. Deu saudade do primeiro pedido de namoro, logo depois do primeiro beijo às escondidas atrás da igreja, após a missa. Saudade dos amores puros e não idealizados em estereótipos.

Manhêêêê, sabe aquele dia que você falou? Chegou!

Roberta Simoni

Anúncios

35 comentários sobre “Admirador à Nova Moda

  1. Pingback: Brasil - Brazil | Meninos de Poços de caldas

  2. Pingback: Admirador à Nova Moda « Janela de Cima | Top Models

  3. Mulher, adorei, de verdade! uma declaração sem noção, como a maioria das coisas que eles fazem e desfazem conosco. Pior, o carinha tá se achando!
    Diagnóstico inicial: ainda não cresceu, ainda não amadureceu, idade emocional… 13, 14 anos, se tanto.
    Mas, vamulá, tem coragem de escrever (de assumir? nem tanto…)
    Beijo.

    Curtir

  4. Roberta, se você é a “assassina de leitores indefesos” eu não sei.
    Mas quase morro de rir, pelo texto em si, e de raiva pelo contexto todo. Esse é o típico “machão” hein… E o sugestivo pseudônimo de “Mr. Big”? Nossa, é nojento.
    Mas você, pra variar, torna tudo mais leve e divertido.
    Valeu.

    Curtir

  5. Ai gente, surreal rsrs… O cara acho que te conhece apenas pelos textos afff! Qualquer ideia que o rapaz possa ter de vc via internet é uma idealizaçao dele rs tadinho… Eu sou daquelas que apesar de adorar uma declaraçao romantica com palavras ainda acho que os atos valem muito mais… So nas atitudes das pessoas q observamos mesmo se todo esse encantamento declarado pelos labios é deveras real. Morri de rir! bjs

    Curtir

  6. Porra, Beta, que tipo de fotos você anda postando por aí? Hahahahahahahahaha! E aposto que qualquer mulher, mesmo as que reclamaram, iam gostar de receber umas carta dessas, mesmo grossa e se achando. Principalmente de um sujeito que se auto-entitula Mr. Big. 😉

    Curtir

  7. Que figura! Esse Mr. Big deve achar que está na série “Sex and the city”… Se fosse corajoso teria assinado o e-mail. Talvez tenha se escondido atrás das besteiras que escreveu. Se fossem galanteios de verdade assinaria. Romantismo passou longe. “Dar um braço” é demais…

    Curtir

  8. Rá… lembrei da minha primeira cartinha de amor, joguei na privada por medo que alguém visse.. Anos depois fui descobrir que era do menininho mais bonito da escola, apelidado de Nick (dos Backstreet Boys) idiota, covarde pq não falou que era ele?! Por sinal continua lindo, mas nem me da bola… Chato. 😥

    Curtir

  9. Hahahahaha… Ri até a barriga doer! Abdominal pra quê?!
    Hoje em dia tá difícil hein?! Ou é um Mr. Big “desfilando toda a sua sensualidade” (e delicadeza) nas palavras e ações, ou é um desses seres ‘andróginos’ que não conseguimos definir se é menino, ou menina, se querem, ou se não querem… Eita! Quando mesmo que se inicia a bendita e prometida Era de Aquário??

    Curtir

    • E a opinião dos leitores sobre o misterioso Mr. Big se divide.
      Há quem goste, há quem reprove a atitude do rapaz, há quem deseje o seu braço (eu continuo dispensando, viu Seu Mister Grande?!? Pode ficar com ele!), há quem ache ousado e quem ache tosco. Eu acho é que ele só queria 15 minutos de fama, e conseguiu.

      Mas homem, homem mesmo, ele seria se desse as caras por aqui. Pronto, falei.

      Curtir

      • Falou e disse Beta !! , rsrsrs muito legal tuas respostas, vc nao desmereceu o cara, cortou os exageros, que sempre há por parte dos conquistadores, faz parte, ( o conselho do relogio para a Fera conquistar a Bela foi ..”faça promessas que vc nunca pretende cumprir ” ) vc até elogiou alguma coisa ( dá pra achar uma simpatia por lá…), a impressao final é que ele se acha, mas se achar é algo, ser achado é outro, e já que ele tem amigos em comum com vc teria primeiro te conhecido pessoalmente, em meio a turma, de alguma maneira, e depois faria esta super-mega-declaração, sua e dele ao mesmo tempo. Engraçado que ele falou muito sobre vc mas a revelaçõa foi sobre ele…rsrsrs

        no minimo corajoso no maximo covarde.

        “Mas homem, homem mesmo, ele seria se desse as caras por aqui. Pronto, falei. ”

        falou e disse.kkkkk

        Curtir

  10. Moças, a metáfora do braço foi o toque brega do texto, só pra mostrar que eu não sou um desses nerds tarados afetados sem senso de humor.

    E eu elogiei a Beta o texto todo, por que eu estaria me achando? E eu cresci, sim, mas ainda não perdi o hábito de criança de elogiar as pessoas sem esperar nada em troca. E prefiro não crescer dessa maneira do que agir como os namorados/maridos/ficantes de muitas que comentaram aqui, que só escrevem alguma coisa quando é pra lembrar de comprar barbeador no mercado.

    Beta, espero que você tenha entendido o motivo do texto.

    p.s.: adorei os comentários sobre os trechos bregas. Várias de vocês já receberam trechos assim em “cartinhas de amor” e acharam lindo. Beijos, moças.

    Curtir

  11. Discordo da Carla.
    Não é necessário ter coragem pra escrever qualquer bobagem.
    Qualquer idiota pode escrever [eu posso escrever].
    Coragem é chegar na cara de alguém e dizer que gosta, correndo o risco de ser rejeitado de imediato.

    Mas o sujeito conseguiu o que queria. Teve prova de que foi notado (quando poderia ter sido simplesmente ignorado), recebeu até um pequeno elogio no meio da zoação e agora acha que ainda vai comer. E assim gira o mundo…

    Como sempre digo, “bonzinho só se fode”.

    Curtir

  12. Pra começar: eu discordo totalmente do JP quanto a essa coisa de “bonzinho só se fode”. Eu, por exemplo, sou a favor de bonzinhos. Muito a favor. Uma entusiasta ferrenha, eu diria. Principalmente dos que escrevem bem e que só são bonzinhos da boca pra fora (mas essa é outra história). Manda esse seu amigo me ligar, Bets. 😉

    Agora, deixando a babação de lado, quanto à carta do Mr Big, eu nem tenho muito o que falar, uma vez que achei suas observações em vermelho pertinentes (e engraçadas) e concordo com quase todas. Agora, na defesa, o rapaz escorregou na argumentação. “E prefiro não crescer dessa maneira do que agir como os namorados/maridos/ficantes de muitas que comentaram aqui, que só escrevem alguma coisa quando é pra lembrar de comprar barbeador no mercado”.

    Muito bonito: quem achou a cartinha hilariante/levemente machista/constrangedora só pode obviamente ser uma mal amada (mal comida) que tem um parceiro ogro semi-analfabeto. O homem-que-vale-a-pena “adora mulheres que escrevem. Mas, assim como todo homem, gosta mais de mulher gostosa”. E se nós ficamos incomodadas com uma sentença dessas, só pode ser por despeito, porque não foi um ‘elogio’ dirigido a nós. Então tá.

    Pessoalmente, vejo uma série de problemas associar a escrita de alguém à sua aparência física e achar que dá pra “conhecer alguém” através seus dos textos. O poeta não vai deixar de ser um fingidor jamais, não é possível. Resumo da ópera: sim, a Beta é linda, gostosa, e escreve bem. e, sábias e filosóficas palavras, “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

    Mas essa é só minha opinião: comigo uma cartinha dessas não colaria. Cada um fala como quer, e cabe ao ‘elogiado’ aceitar ou ou não o que diz o ‘elogiante’. Até aí eu acho tudo lindo. Agora, por favor, que, quando contestados, os rapazes saibam aceitar opiniões divergentes, e não venham se auto-intitular a último espécime da Tribo dos Homens Sensíveis perseguidos por Malucas Invejosas. Pega mal…

    Curtir

  13. HAHAHAHAHAHAHHAHAHAH! Pô, Daniela, eu expliquei tão mal assim? Se ele tivesse realmente me lido neste momento a Beta ia estar botando anúncio no jornal atrás desse cara, hahahah!

    Mas valeu a iniciativa se ele me leu e tomou coragem. Beta, dê uma chance ao rapaz! o/

    Curtir

  14. Eu te entendo, profundamente.
    Onde será que foi parar todo aquele encanto que fazia a gente querer tanto ser adulta aos 10 anos de idade? Quem eu processo por terem me feito acreditar nos contos de fada? Para mim, a raíz do problema é uma só: estávamos assistindo contos de fada enquanto os homens da nossa geração assistiam pornô. Aprendemos com a vida que príncipe é só um título monárquico, e que monarquia é ultrapassada, enquanto os homens da nossa geração, continuam assistindo pornô.

    Curtir

    • falou tudo Elaine…

      Mulheres sempre romanticas, a maioria, realistas sim, porem romanticas, é da natureza, elas constroem, eles só ajudam quando podem ou senão destroi…o pornô em toda parte, acabou com o pensamenyo e intenções romanticas e saudaveis nos corações e nentes masculinas…sensibilidade cada vez abaixo de zero grau

      Curtir

  15. Oi Lindíssima!!!
    Pra variar você foi demais!
    Há muito tempo eu não me divertia tanto com um texto.
    Não te falei, que um dia você iria querer “um amor à moda antiga”? E não é praga de mãe não, é experiência de vida… que nem sempre ajuda, mas … fazer o que né?
    Mas falando sério: você é linda, gostosa, maravilhosa etc… pena a falta de sensibilidade(ou melhor conhecimento dos anseios femininos)e romantismo. Quem sabe na próxima?
    O dia que os homens captarem a alma feminina… eles não serão mais homens. Só lamento, não se iluda.
    Mil beijos
    Muita saudade e amor…

    Curtir

  16. Oi, Beta, é a Brabô do Flickr, lembra?! Menina, como eu ainda não tinha virado sua fã?! Isso aqui é uma delícia… Virei leitora! Saudadona! Beijos de borboleta…

    Curtir

  17. Post hiper bombante!

    O que tenho a dizer?
    basta de homens te idealizando não é não moça da janela?
    Chegou a hora de ouvir essas coisas após 6 meses de rotina pura e simples com todos os lados da escritora amostra!
    aí sim, vai ser a declaração de amor mais linda e profunda que uma mulher pode receber!

    Curtir

  18. Que Tarado ele hein, cuidado! Rsss. Realmente escreve muito bem, isso instiga qualquer homem. Se for gostosa realmente, como ele disse, não demorará muito para arrumar alguns muitos homens jurando amores intermináveis.
    Gostei do Blog!(De verdade!)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s