O meio do caminho

José Saramago

Decidi deixar o cabelo crescer e descobri que isso é tão difícil quanto largar qualquer vício que, naturalmente, condiciona e acomoda.

Tenho evitado o espelho como o diabo foge da cruz. E só agora lembro porque demorei tanto tempo para tomar coragem de cortar o cabelo. O problema não é ter o cabelo curto. Essa é a parte boa, leve, charmosa, estilosa. O problema é conseguir parar de cortar. Ele começa a crescer e eu meto a tesoura, porque só gosto dele quando tá muito curto ou muito longo.

O problema é o meio termo. A metade do comprimento. O meio do caminho.

Meu drama é sempre o processo. E não. Eu não tô falando do cabelo. Mas sim, eu tô me aproveitando da metáfora barata, porque eu sou dessas que adora ligar os fatos cotidianos mais simples às questões psicológicas mais profundas. Aliás, devo confessar que essa é uma das minhas distrações favoritas. Na falta da análise, a gente se vira com o cérebro que tem.

“Roberta, não percebe? Você trata o seu cabelo agora como lida com tudo que fica morno: se ainda não está na temperatura desejável, você descarta. Acontece que tudo antes de esquentar ou esfriar tem que passar pelo estado de mornidão em algum momento.”

Para chegar ao cume tem que escalar a montanha; para crescer na vida tem que vir de baixo; para emagrecer tem que fazer dieta; para aprender a falar outro idioma ou tocar um instrumento musical tem que estudar e treinar; para ser atendido tem que esperar; para virar adulto tem que passar pela adolescência. Em suma: para o cabelo ficar do tamanho que eu quero, eu tenho que suportar os fios de pontas duplas batendo nos ombros, a falta de corte e o jeito desordenado que ele (des)arruma de crescer.

Deixar crescer é mais difícil do que cortar porque implica em esperar.

Eu estou para a vida assim como o meu cabelo está para mim: nem muito curto, nem muito longo; nem feio, nem bonito. Um tanto desajeitado e em fase de transição. Já esteve melhor, mas também já esteve pior. Ainda não dá para fazer um coque, mas já dá para amarrar e manter preso até que eu sinta vontade de andar com ele solto por aí outra vez.

E tudo isso pra poder ir lá e cortar de novo quando tiver alcançado o tamanho que eu quero. Pois é.

Roberta Simoni

Anúncios

29 comentários sobre “O meio do caminho

  1. amiga… Essa coisa do morno é fueda…. Todo o esforço que requer antes de chegar la… Como meu nome é ansiedade, já viu né? Bem, eu já passei pelo drama do cabelo curto, e lamento dizer que dos dramas este é o menor rsrssr… Já a dieta, os relacionamentos e so on, aí minha cara, o bicho pega rsrs

    Bjs

    Curtir

    • Nossa, como é grande essa dificuldade do morno!
      Eu faço de um jeito mais prático – porém, mais doloroso.
      Pensando na metáfora do cabelo: é como se eu já colocasse um aplique enorme para esperar meu cabelo crescer. Diante da dor terrível, eu, então, tiraria o aplique e aceitaria o curso natural das coisas.
      É… Talvez seja a melhor forma de ilustrar o quanto sou radical e já passo direto pro lado oposto. Quando percebo que não estou preparada, aceito o meio do caminho.

      Sempre e sempre leio seus textos e as adoro!
      Como já disse, me identifico demais.

      Beijos, Beta!

      Curtir

  2. Olá,
    cheguei aqui de xereta. Um comentário seu no Incompletudes. Então, nesta tarde modorrenta, no intervalo do balde de café e procurando algo melhor para fazer do que me aturar, eis-me aqui, invadindo seu espaço.
    Os acasos acontecem, e na madrugada passada ao falar com uma amiga, me foi questionado o porque não concluí algumas coisas na vida. No seu texto o morno não serve, no meu caso começar é comigo mesmo, concluir é que são elas. Das poucas coisas que mantenho, boas leituras me prendem, sendo assim voltarei aqui mais vezes, mentes brilhantes precisam de estímulo. Não sendo choque o resto tudo vale.
    Luciano.

    Curtir

  3. Beta, muito bom seu blog, gostoso de ler, dá vontade de voltar,e o farei, li por acaso pesquisando algo no google, dai apareceram opinioes suas e de duas amigas( tinham um blog juntas ? da muié b. kkkk, muito legal, esta desativado é ? por que, se as muié continuam se apaixonando e consequetimente b…? ) bem o jeito foi segui-las separadamente, nao li tudo aqui aind,a mas lerei, o que me chamou atenção em vc algo que vc falou e que acredito mesmo ser algo viável a vc e deleitoso pra nós, vc disse que gostaria, nao se ainda, de escrever um ( pelo meos pra começar ) livro ? e aí ? já começas-te ? vamos lá, vc tem o don da coisa, escrever, prender atenção, atrair. seja em desabafos, alegrias, tristezas…acredito, e outras pessoas mais ainda, por te conhecerem melhor e terem uma opinião mais profissinal sobre teus trabalhos, que vc terá sucesso assim que agilisar este projeto. Bagagem tu tens, amigos idem, tá esperando o que menina ? Vc conhece o trabalho do Mauricio Gomidy ? muito legal. Vc tambem tem futuro nas letras, não é foi à toa teu curso de jornalismo não. Vamos lá, é só começar, pos teus amigos estao aqui para te apoiarem pelo teu talento alem da amizade. ou virse versa rsrsrs. abraço.

    Curtir

    • Marynha,

      O Site do Mulé Burra está desativado por ora, sim. Mas continuamos escrevendo uma coisinha aqui, outra ali. Quem sabe um dia a gente não volta? 😉

      Sobre o livro, já comecei sim. Um romance. Mas quem disse que consigo dar continuidade? É um trabalho árduo. Além disso, tá difícil administrar a Literatura com o ganha pão para sobrevivência. Tenho certeza que esse é ou já foi o grande dilema na vida de muitos escritores…

      Mas olha… muito obrigada pelas palavras de carinho e estímulo! Li todos os seus recadinhos e fiquei muito contente.

      Beijo grande.

      Curtir

  4. Como vc é jovem e linda, com certeza, um cabelo mais comprido, um corte super te deixará mais linda, o cabelo é um acessório natural e que vc pode modifica-lo de varias formas, deixe-os crescer sim, seu cabelo é lindo, ja foi curto ? curtiu ? vem a calhar, c u r t i u eles curto ? otimo ! rsrs deixe-os crescerem e transforme-se .

    Curtir

  5. e realmente, o meio de tudo é sempre o mais dificil, não estás só, tambem gosto de pegar as coisas sem logica e transforma-las em grandes questões, chego a discutir com amigos devido a isto…cada um tem um jeito de ser, e isto é o mais incrivel nas pessoas. Como diz no filme Agenets do destino, tudo é um teste….alguns com direito a provas paralelas e recuprações até re-re, mas outras não..nem sempre dá tempo de passar o rascunho a limpo…portanto procuremos escrever mesmo a historia real, não necessariamente certa, mas real…li num lugar…rsrsr

    Curtir

  6. Às vezes confundimos meio-termo com mediocridade. Parece sinônimo, mas não é.
    Onde começa e onde termina tudo isso? Na raíz dos cabelos? No chão do salão?
    Viver talvez seja não mais que um caminho. Os destinos e marcos são eleitos, como o dia de passar ou não o condicionador. Escolhas, quando há.
    A vida talvez seja essa, crescer, cair, enfrentar as podas e jamais parar de sair da cuca.

    Curtir

  7. Interessante… Os monges Zen dizem que o mais importante é o meio do caminho, a jornada. A linha de chegada é apenas uma faixa a ser atravessada, o topo da montanha talvez nem tenha uma vista tão bonita assim. Talvez eu chegue lá em cima e não haja ninguém para comentar sobre a beleza da vista, ou talvez eu morra antes de chegar lá… É como se fosse a Faculdade… Vc aprende muito mais nas aulas e barzinhos (no horário das aulas, claro) do que durante a Festa de Formatura. Não sei se foi Chaplin, mas alguém disse que se gasta muito tempo para se tornar a pessoa que vc deseja ser e a vida é muito curta… Voltando ao pessoal Zen, mais importante do que o meio do caminho, é encontrar o caminho do meio… Nem Radical, nem conservador, nem agressivo nem passivo…

    Mas como eu não sou Zen, acho que algumas coisas devem ser 8 ou 80: cerveja gelada, café quente e cabelos longos… sem dúvida.

    PS: Preciso te encontrar enquanto eles ainda não cresceram muito. Vc me dá mais sorte qnd está de cabelos curtos…rs

    Curtir

  8. Você fica linda dos dois jeitos. 🙂 Eu sinceramente prefiro cabelos longos- como os meus são cacheados não tenho muita escolha rs.

    Sou fã do seu blog e das suas fotografias :).

    E quanto ao texto, acho que todos temos esse problema de não conseguir esperar. Imagino as mais diversas coisas para mim, como seria meu futuro se fizesse tais e tais coisas, mas fazê-las às vezes me desanima. Vai ver não podemos esquecer onde queremos chegar, e devemos seguir com determinação e de olho no prêmio sempre.

    Curtir

  9. SER OU NAO SER , EIS A QUESTÃO…shakespeare…
    OU ISTO OU AQUILO….Cecilia Meireles
    SE PENSO, LOGO EXISTO…René Descartes…

    aí gente, galera, estas questões fazem parte do ser humano, que bom..somos humanos rsrsrsr

    já eu…se penso logo desisto rsrsrs,

    olha, tem uma foto no site do YAHOO DA QUERIDA FOTOGRAFA DESTE BLOG.

    EU ACHO QUE É, SÓ VI UMA VEZ AS FOTOS DAKI, MAS FICOU NA MEMORIA…SE FOR…

    http://br.noticias.yahoo.com/fotos/imagens-da-semana-17-a-23-de-dezembro-1324667009-slideshow/#crsl=%252Ffotos%252Fimagens-da-semana-17-a-23-de-dezembro-1324667009-slideshow%252Fnascer-do-sol-photo-1324668382.html

    EM IMAGNES DA SEMANA, É A 4ª FOTO, UM LINDERRIMO POR DO SOL, COM UM CABRA DE BIKE. O TRANSPORTE ECOLOGICAMENTE CORRETO.

    Curtir

  10. Não tem jeito. O meio do caminho limbótico desanima quando se estende, mas é quase sempre o passo anterior à qualquer transformação que vale a pena, né? Enquanto espero, tento repetir o mantra “limbo = transformação = ganho”. Ou, pelo menos, acreditar.
    É a primeira vez que passo por aqui e senti o germe da afinidade. Meu cabelo também está crescendo;-)

    Feliz 2012.

    Curtir

    • É LILIAN, vc ja viu um casulo de lagarta ? a lagarta é o inicio, o tal casulo é o meio, é feinho, esquisito, estranho, ate meio nojento, mas depois…vc sabe, lá vem a linda borboleta !!! a mulherada se identifica com este blog , a Simoni tem palavras que tocam. as fotos sao otimas tambem, espal
      ha aí ….

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s