Paredes falantes

Paredes Falantes

Ele quis pintar a parede do quarto dela de camurça. Ela não deixou. Era a mesma cor que ele havia escolhido para pintar a sala da casa dele. Se fosse para mudar alguma coisa, que o colorido fosse diferente. “Além do mais, camurça não é nem nome de cor, é nome de tecido. E tecido cafona.” Ele nunca entendeu a lógica dela, ou a falta total de lógica, mas não precisava entender, o beijo dela costumava calar as dúvidas dele.

As paredes da casa dela contavam histórias de aventuras, viagens, amores e desamores e ele não entendia como cabiam tantas coisas num espaço tão curto – de apartamento e de vida. E se uma parte dele admirava aquela intensidade insana de dez mulheres numa só, a outra gritava de horror por não ter começado a escrever aquelas páginas todas com ela há mais tempo e por ainda não estar nas fotos das paredes da casa dela.

As paredes contam muito sobre as pessoas, especialmente aquelas que não dizem absolutamente nada. Paredes brancas. Nuas. Silenciosas. Paredes que não dialogam, que não interagem, que calam por preguiça, por falta de criatividade, de tempo ou de medo de passarem a vida pendurando prateleiras com enfeites, servindo de encosto para livros, gravuras, quadros e pistas importantes de traços das personalidades dos seus habitantes.

Há paredes que falam, falam e não dizem nada, que ocupam espaços sem preencher, só para disfarçar um buraco aqui, uma rachadura acolá. Paredes infiéis e dissimuladas, completamente descompromissadas com a verdade.

Ela gostava mais das paredes que sussurravam qualquer mistério. Não precisavam ser finas, não. Melhor até que fossem espessas, porque o que os vizinhos falam, escutam e assistem costuma ser bem mais tedioso e irritante do que propriamente interessante. Paredes que sussurram são aquelas que querem contar histórias, segredos… que deixam manchas, digitais, marcas de quadros e móveis à mostra. Sinais que, para ela, eram fios condutores para sua imaginação.

Quem vive aqui? Quem teria vivido? O que teriam vivido? Se essas paredes pudessem falar, o que elas me diriam?

Para ele, paredes coloridas causavam sensações diversas. Talvez por isso ele quisesse pintar a parede da casa dela da mesma cor que pintou a parede da casa dele. Pode ser que ele só quisesse que a casa dela fosse uma extensão da casa dele, ou talvez achasse que faltava colorido na casa dela, ou nela, já que a decoração da casa dela era preta e branca, o que, afinal, dizia muito sobre ela.

Ela não conseguia ficar por muito tempo em ambientes inóspitos, com paredes que tentavam a todo custo convencê-la da credibilidade de quem as decorou, por isso, todo tempo de espera, por menor que fosse, em laboratórios, consultórios e escritórios, tornava-se uma verdadeira tortura.

Ele não gostava de paredes mal pintadas ou mal cuidadas, nem de geladeiras vazias, o que também dizia muito a respeito dele. E bem na verdade, ele nem gostava tanto assim da cor camurça, mas adorava implicar com ela.

– Nós vamos ter bastante quadros e estantes com muitos livros na nossa casa, não vamos?

– Só se você deixar eu pintar nossa parede de camurça.

– É, acho que nós temos um acordo.

Roberta Simoni

Anúncios

2 comentários sobre “Paredes falantes

  1. Gostei, Beta, gostei muito, o teu olhar é agudo, tuas palavras são leves. Uma mistura muito prazerosa e que acalenta na gente uma profundidade de aconchego. As paredes são um campo de batalha, também as que são muito nuas. Deserções ou o que se habita: olhá-las e ver nelas as pessoas que as olham.Então talvez querer mudar cores e disposições. Olha o que um belo texto promove? Um beijo, moça linda. 🙂

    Curtir

  2. Lindona…adorei!!!
    O seu olhar sensível capta aquilo que não conseguimos falar ou expressar.
    E sim, as paredes e todo o ambiente em que vivemos, falam muito ou quase tudo sobre o que somos.
    Delícia de texto!!!
    Beijos com amor…
    Mamy

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s