Boneca que anda, fala e xinga

6801840754_fd2f7f529d_o-e1384489196588

Uma dúvida universal: o que leva os homens a acharem que podem seguir uma mulher na rua e falar um monte de sacanagens pra ela?

Estava à caminho do trabalho quando um sujeito dentro de um carro começou a me seguir e me chamar de gostosa e outras palavras chulas, acompanhadas de gestos também chulos. Eu, na tentativa de ignorá-lo, atravessei a rua. Ele, não satisfeito, se deslocou para o lado da calçada que eu estava e continuou com os impropérios.

Eu apertei o passo e ele seguiu com as provocações porque quanto mais eu fugia, mais ele parecia gostar da brincadeira. Depois de falar o que queria fazer e deixar de fazer comigo na cama, ele completou dizendo que eu era linda e que parecia uma bonequinha que anda.

Finalmente parei de andar, virei na direção dele e respondi: “Olha só, a bonequinha também fala! Por que você não vai tomar no seu (a partir daqui vou substituir os palavrões porque vocês não são obrigados) orifício anal, seu filho de uma meretriz?” Falei tudo isso, é claro, num tom de voz compatível com a minha indignação e, para dar ênfase à minha educada frase, me pus a mostrar meu dedo do meio pra ele.

Ele, que deve estar acostumado a fazer isso diariamente com várias mulheres que, assim como eu, ficam constrangidas e inicialmente sem saber como agir, diante daquela nova reação, me olhou assustado, acelerou o carro e sumiu do meu campo de visão. E eu fiquei ali, com aquele dedo em riste, cuspindo palavrões.

Quando dei por mim, estava fazendo tudo isso bem na entrada do jornal onde trabalho e que, para a minha infelicidade, estava repleto de funcionários na portaria, que me olhavam confusos, tentando entender meu comportamento, enquanto eu os desejava um bom dia sorridente, como de costume.

Pois vejam só, a bonequinha sempre tão educada está xingando e mostrando o dedo feio para o moço, porque ela não é, nem de longe:

1 – obrigada

2 – objeto sexual

3 – uma lady

4 – uma boneca (tampouco inflável)

Homens, apenas PAREM.

Roberta Simoni